Arquivos
  • 08/2005
  • 09/2005
  • 10/2005
  • 11/2005
  • 12/2005
  • 01/2006
  • 02/2006
  • 03/2006
  • 04/2006
  • 05/2006
  • 06/2006
  • 07/2006
  • 08/2006
  • 09/2006
  • 11/2006
  •  
    Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com
     
    eXTReMe Tracker

    6.12.05


     
    *Ah, sim... o show do Pearl Jam foi muito bom.
    Eu, que imaginava (não sei porque) ter encerrado a minha carreira de freqüentadora de grandes shows no último rock in rio, percebi que "...I still alive..."

    Cantar esse pedaço de "Black" debaixo de um céu mega estrelado foi demais.
    Ainda mais sabendo que meu habitante... Ah, deixa para lá...

    "... I know someday you'll have a beautiful life,
    I know you'll be star,
    In somebody else's sky,
    But why, why, why
    Can't it be, oh can't it be mine?"

    Pearl Jam - Soldier Of Love
    Lay down your arms and surrender to me.
    Oh lay down your arms and love me peacefully. Yea.
    Use your arms for squeezing and please I'm the one who loves you so.
    Oh there ain't no reason for you to declare war on the one who loves you so.
    So forget the other boys because my love is real.
    Come off your battlefield.
    Lay down your arms and surrender to me.
    Yea lay down your arms and love me peacefully. Yea.
    Use your arms for squeezing and please cause that's the way ithas to be.
    The weapons you're using are hurting me bad.
    But someday you're going to retreat.
    Cause my love baby is the truest you've ever had.
    I´m a soldier of love that's hard to beat.
    Lay down your arms and surrender to me.
    Lay down your arms and love me peacefully. Yea.
    Use your arms to hold me tight.
    Baby I don't wanna fight nomore.
    Oh baby, lay down your arms.
    Please baby lay down your arms.

    P.S: tem como não amar minha psicóloga de plantão loucamente? Ela me manda a primeira frase da música acima via torpedo, já que não pôde ir no show.
    Minha resposta: "Don't call me daughter..."
    Resultado: choros emocionados de ambos lados...


    * E no maravilhoso mundo MSNístico:

    Me says: É estranho, me sinto fora de contexto algumas vezes. Não me sinto totalmente dentro de um relacionamento, mas também não me sinto fora. Ao mesmo tempo que pergunto porque preciso do todo, não me contento com as partes. Fora a necessidade de recuperar o "tempo perdido".
    Amigo says: Eu acho que você é o que está vivendo hoje... E que no final, toda experiência é válida.

    Sábios dizeres que estão ecoando na minha cabeça até agora. Já é um amigo especial, embora, talvez, ele não saiba.
    Pensei com meu pijama de bolinhas: Toda amizade, em algum momento, é sacramentada.
    Mesmo que esse momento não seja percebido.
    Quer fazer um teste? Pense em todas as relações que você tem e que lhe são caras de alguma forma...
    Tente lembrar em que momento se deu o "estalar de dedos" que transformou a coisa em algo especial.
    Que delícia de exercício...

    * Você consegue perceber quando uma relação de amizade tende à dualidade?
    Ou toda relação é dual, via de regra? Oh, céus!

    * Momento comédia: Meméia (minha amiga imaginária) passa por mim comendo uva verde sem caroço, dá uma olhada na tela do laptop, continua comendo as uvas e diz:
    - Meu pai... Você cria uma situação onde dificilmente a pessoa vai conseguir escapar... Vai tropeçar nas próprias pernas sem se dar conta... só falta você fazer aquela voz e perguntar "Do you want to play a game?"
    Credo, você parece o Mr. Jigsaw...
    Como o "cerumano" não percebe???
    - Eu: Ah, Meméia, você está me comparando ao perverso de "Jogos Mortais"?
    Então... essa pessoa "enquanto cerumano" está "merecendo" isso aí, hehehe.
    Já que você percebeu, vamos brincar então...
    Eu sou o "Jigsaw" e você é a detetive, tá?

    DO YOU WANT TO PLAY A GAME?

    * E a taxa de creatinina de mamy aumenta...
    Mamy fica triste. Eu interpreto a forte e dou força. Quando ela sai de perto, eu choro escondido (pena que é um choro muito minguado).
    Quando acaba o dia, eu dou um beijo em sua testa e um abraço apertado, muitas vezes ela está dormindo e só sorri.
    Não tenha medo, mamy... Eu estarei do seu lado. E mesmo que você não aceite o que eu já havia falado, eu repito: Meu rim é todo seu.

    P.S: Alguém me dá um abraço? Obrigada


    4:35 da manhã


    Comments:
    buy carisoprodol, buy fioricet, buy paxil online, buy generic cialis
    Maybe it's will help somebody
     
    Enviar um comentário